Morte Sul Peste Oeste - André Timm

Morte Sul Peste Oeste - André Timm

R$ 44,90
. Comprar  
[PRÉ-VENDA] Frete grátis!
Exemplares autografados pelo autor.
Envios a partir de 20/08/2020.

Título: Morte Sul Peste Oeste
Autor: André Timm
Gênero: Literatura brasileira contemporânea, Romance
Apresentação orelha: Itamar Vieira Junior
Revisão: Samla Borges
Capa: Bloco gráfico
Lançamento: 20/08/2020
Dimensões: 14 x 21 cm


Diante do terremoto que arrasou o Haiti, Dominique não vê outra alternativa a não ser converter-se em mais um dos imigrantes que, deixando mulher e filho para trás, se aventura em busca de trabalho no Brasil. Mas ao entrar no país, um incidente o obriga a mudar seus planos radicalmente, lançando-o em uma espiral de preconceito e xenofobia, cujo cenário é o universo brutal das linhas de corte dos frigoríficos no Oeste Catarinense. Brigite, por sua vez, uma menina de treze anos, transexual e aspirante a cineasta, vive uma conturbada relação com a mãe e com aqueles que fazem parte do universo que habita. Em seu segundo romance, sucessor do premiado Modos Inacabados de Morrer, André Timm apresenta uma narrativa comovente em que violência e afeto dão as mãos em busca de redenção. Uma história que exalta os deslocados, que expõe o desconforto de não se sentir pertencente a um lugar, uma língua, um corpo.

"Depois do elogiado romance Modos inacabados de morrer, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura (2017), André Timm retorna à literatura com esta história comovente. Morte Sul Peste Oeste narra a história de Dominique Baptiste Monfiston, um haitiano que deixa seu país - uma terra arrasada por um violento terremoto e uma crise econômica que deixaram mais de 300 mil mortos - com destino ao Brasil. Já no primeiro capítulo Timm nos leva ao centro dessa viagem vertiginosa, com uma linguagem direta e provocante, apresentando o destino de um protagonista que se equilibra entre a avareza dos “coiotes” e a corrupção de funcionários públicos. Ao atravessar a fronteira norte, recebe uma proposta para trabalhar num grande frigorífico no sul, destino de muitos imigrantes que chegam nas mesmas condições. Dominique é um exilado que deseja ajudar aos que ama, e que não puderam acompanhá-lo, a sobreviver.

Paralela à saga de Dominique, conhecemos a história de Brigite, treze anos, que desde cedo conhece a brutalidade do ambiente dos que vivem à margem. Brigite é uma menina transexual, exilada do próprio corpo, submetida a um regime de abusos ao se ver obrigada a se prostituir pela própria mãe e a conviver com o seu namorado violento. Privada de acolhimento e afeto, tinha tudo para ser uma jovem amargurada, entregue que está ao meio hostil onde cresce. Mas, não, Brigite é dotada de uma extraordinária força para enfrentar as adversidades que lhe são impostas.

São esses dois destinos tão distintos, e que guardam em si a voragem dos sobreviventes, que irão se encontrar de maneira surpreendente. Com rara habilidade, Timm traz para o centro da literatura brasileira contemporânea os que vivem à margem da nossa própria literatura. Ele, através de sua escrita precisa e elegante, dá voz a personagens que possivelmente encontramos em nossas cidades, mesmo que muitos finjam não ver, ou que ao serem vistos tenham a si destinados os piores preconceitos. Mas a Literatura, essa terra livre onde podemos viver muitas vidas e compartilhar emoções e sentimentos que comunicam a nossa humanidade, nos permitirá atravessar as suas vidas e para elas desejar muita, muita sorte." - Itamar Vieira Junior